Maioria dos lojistas deve aproveitar flexibilização e abrir até as 20h

0
139
Até a próxima segunda-feira (21), amparadas por decreto estadual, lojas podem abrir até as 22h. A partir dai, dependerá de nova determinação do governo

Apesar da possibilidade de abertura até mais tarde, poucas empresas de fato abrirão as portas até as 22h. É o que aponta a enquete realizada na última quarta-feira (16), pelo Sindilojas Missões com os lojistas da cidade. Apenas 24% dos que participaram do questionamento disseram abrir até mais tarde, outros 76% dizem abrir até as 20h.

Silvana Patias, proprietária da Loja Matisse

Proprietária da Loja Matisse, no Centro, Silvana Patias, diz que até a semana passada, os valor acumulado de vendas era o mesmo que ano passado, “nesta semana deu uma baixada, mas aguardamos que na próxima se recupere esse perdido destes dias”, afirma.

Para isso, Silvana manterá a loja aberta até as 20h nesta semana, alternando os horários das funcionárias.

Claudio Tolfo, gerente da loja Gabi Calçados, localizada na Rua 25 de Julho

Gerente da loja Gabi Calçados, Claudio Tolfo, conta que, em comparação ao período do ano passado, as vendas não aumentaram. “Estamos, até, um pouco abaixo, porém temos uma expectativa positiva de que consigamos reverter esse cenário”, destaca.

Nos dois casos, a abertura da loja até mais tarde é possível por meio do decreto estadual, publicado ainda no início da semana. “Com a extensão do horário, evitamos as aglomerações”, pondera Claudio.

A flexibilização permite, até a próxima segunda-feira (21), que o comércio de rua funcione até as 22h, porém, com 50% da capacidade e uso obrigatório de máscara e álcool gel. No caso de bares e restarantes, também deve encerrar o funcionamento às 23h. A permanência da medida dependerá da situação da transmissão da covid-19 no estado.

“Em função da pandemia, a gente está em dúvida sobre as próximas orientações, mas temos a assessoria do Sindilojas”, afirma Silvana. “Por enquanto estamos dialogando e nos organizando com os funcionários, vendo o que fica melhor para todos”, acrescenta.

Abertura no domingo

O decreto, inclusive, permite o funcionamento do comércio no domingo (20). Tanto na loja Matisse , quanto na Gabi Calçados aproveitarão para abrir e compesar as vendas da melhor época para o comércio. “Abriremos das 18h às 22h, porque acredito que seja o horário ideal para que pessoas saiam e façam as compras que ainda tem de fazer”, afirma Claudio.

A Matisse, por sua vez, fará um horário diferente, adaptando-se a necessidade, das 16h às 20h.

Apesar da extensão do horário de funcionamento, empresas devem seguir normas da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) quanto a jornada de trabalho dos funcionários (8 horas por dia, com possibilidade de mais 2 extras, totalizando 44 horas semanais).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here