Monumento à Coluna Prestes, em Santo Ângelo, é uma das três obras de Niemeyer feitas no Rio Grande do Sul

0
171

Projeto que homenageia Luis Carlos Prestes foi doado em 1995 pelo centenário arquiteto

Santo Ângelo é um dos três municípios gaúchos que tiveram o privilégio de receber uma obra que teve a mão e o talento de Oscar Niemeyer. O arquiteto faleceu na noite de quarta-feira (5), aos 104 anos.

Em 1995, ele doou ao município o projeto para a construção do monumento à Coluna Prestes. “Naquela época, por intermédio do amigo de Oscar Niemeyer, Luis Carlos Prestes Filho, fomos ao Rio de Janeiro pedir que ele fizesse um projeto de um memorial à Coluna em Santo Ângelo”, conta o prefeito de Santo Ângelo na época, hoje conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Adroaldo Loureiro.

O ex-prefeito lembra que, acompanhado do arquiteto João Fortes, na época secretário de Obras, visitou o ateliê de Niemeyer, onde na hora foi esboçado o projeto. “Ele havia feito um projeto de um monumento à Coluna Prestes para Porto Alegre, que não foi efetivado, e desenhou um projeto mais simples para Santo Ângelo, para colocarmos em prática. Assim, ele homenageou seu amigo Luis Carlos Prestes”, conta Adroaldo.

No obelisco, Niemeyer desenhou o trajeto que a Coluna Prestes percorreu na década de 1920, de Santo Ângelo até o Piauí. Com base no desenho do arquiteto, santo-angelenses como João Fortes e Paulo Tissot o colocaram em prática.

FOTO COM DEDICATÓRIA

Após a obra inaugurada, em 1996, Adroaldo Loureiro enviou a Oscar Niemeyer fotos do monumento à Coluna Prestes. Uma voltou com uma dedicatória, que está na sala de Loureiro no TCE. A dedicatória diz: “Para Adroaldo Loureiro, que tão bem compreendeu a importância de Prestes e de sua Coluna. Oscar Niemeyer, 1997”.

“A morte de Oscar Niemeyer é uma perda inigualável para o Brasil. Ele tem grandes obras espalhadas pelo mundo. Era um homem genial, de muito talento e com muita capacidade criativa”, finaliza Adroaldo Loureiro. No Rio Grande do Sul, Niemeyer deixou sua marca em três obras: em Santo Ângelo, no memorial à Coluna Prestes; em São Borja, no mausoléu que guarda os restos mortais de Getúlio Vargas; e em Vacaria, na Casa do Povo, que abriga projetos culturais.