Novas casas são construídas na Aldeia Tekoá Pyaú

0
105
Construção das casas está avançada e conclusão deve ocorrer no início de janeiro. Fotos: Fernando Gomes/AI Prefeitura de Santo Ângelo

A Aldeia Indígena Guarani Tekoá Pyaú, localizada na Ressaca da Buriti, no interior de Santo Ângelo, está ganhando seis residências de madeira. O investimento está sendo realizado através de uma ação conjunta do Governo Municipal de Santo Ângelo, Ministério Público Federal (MPF) e Fundação Nacional do Índio (Funai).

Os trâmites iniciaram em setembro deste ano, a partir de ofício encaminhado pelo procurador da República, Osmar Veronese, para a Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Cidadania, solicitando telhas, tábuas e um freezer, além de informar sobre um recurso de R$ 10.401,67.

Um dos aspectos trabalhados foi a da possibilidade de construção de moradias de madeira na Aldeia. Já havia sido apresentado um pedido neste sentido pelo professor Gilberto Corazza. A partir daí foi viabilizada com a Funai a doação de mil tábuas, 400 telhas de amianto de 6 milímetros e os parafusos para a instalação.

A Secretaria Municipal de Habitação elaborou projeto para a construção das casas e foi feita adequação para a busca dos recursos necessários. A tomada de preços realizada apontou como melhor oferta a construção de cada casa de 4,5 m por 5,5 m pelo valor de R$ 2,4 mil, o que pelo valor destinado daria para quatro unidades.

Aldeia conta com poço artesiano instalado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente

O secretário de Assistência Social, Carlos Gromoski, comenta que foi decidido colocar contrapartida. Assim, a Secretaria de Assistência coloca dois servidores à disposição, cede a alimentação dos trabalhadores da empreiteira contratada através da Cozinha Comunitária do Bairro Sepé e o transporte da equipe até a Aldeia. A Secretaria de Habitação cedeu parte da madeira que faltava. “Com isso, pelo valor de quatro casas estão sendo construídas seis unidades”, afirma Gromoski.

O cacique Anildo Kuaray Romeu destaca o contentamento da comunidade guarani com as novas casas. Segundo ele, são 20 famílias e cerca de 70 pessoas que residem nos 15 hectares. “Essas casas darão mais conforto para as famílias beneficiadas e temos recebido outras melhorias, como o poço artesiano que foi instalado”, cita.

Os moradores da Aldeia recebem cestas básicas doadas pela Assistência Social e trabalhos de apoio e melhorias por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semma) e da Defesa Civil.

Na manhã de terça-feira (29), o diretor da Defesa Civil, Adelar Cavalheiro, e o chefe de Gabinete, Airton Peruzzi visitaram o local verificando o andamento das obras. Segundo eles, a expectativa é para a conclusão das obras no início de janeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here