Policiais civis sinalizam para possibilidade de greve a partir de março de 2012

0
130

No dia 25 de novembro foi realizada na cidade de Santa Maria a Plenária Estadual da Ugeirm (Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores da Polícia Civil do RS).

Além dos filiados à Ugeirm esteve presente, através de representante, a Associação dos Comissários de Polícia, corroborando a coesão entre todos os Agentes de Polícia nas proposições apresentadas.

Cerca de 200 policiais civis deliberaram acerca, precipuamente, da proporcionalidade salarial entre as carreiras da Instituição. Os quadros da Polícia Gaúcha são formados pelas carreiras de Delegados de Polícia e Agentes (Inspetores, Escrivães, Comissários e Investigadores de Polícia).

Segundo o representante do 8º Núcleo do Ugeirm, inspetor Luciano Dornelles, hoje a carreira dos Investigadores está extinta (não se realiza mais concurso para ingresso na Polícia como Investigador) e os Comissários de Polícia são a última classe na carreira dos Inspetores e Escrivães.

Os policiais presentes discutiram e aprovaram a “Carta de Santa Maria”, que contém as deliberações aprovadas na Plenária.

Entre os principais pontos, ficou formalizado o anseio de que todos os integrantes da Polícia Civil construam uma unidade em prol de projeto único de política de reajuste salarial (Verticalidade Salarial), pois os Delegados demandam projeto de equiparação às carreiras jurídicas, que contempla tratamento de reajuste diferenciado para eles, deixando de lado as demais carreiras da Polícia.

A Plenária decidiu que, caso o Governo do Estado contemple os Delegados de Polícia com equiparação aos Procuradores de Estado, criando um abismo salarial, os Agentes de Polícia (Escrivães, Inspetores, Comissários e Investigadores) entrarão imediatamente em greve.

Outras deliberações discutidas e aprovadas: indicativo de greve para março de 2012; tabela de realinhamentos salariais para todos os policiais gaúchos, a ser implementada em sete anos; campanha permanente de respeito às atribuições legais dos agentes e realização de plenárias em outras regiões policiais.

Informalmente foi negociada com a Diretoria da Ugeirm a possibilidade de realização da próxima Plenária, em data a ser definida, na cidade de Santo Ângelo.