Polos Tecnológicos debatem plano de ação durante workshop

0
79

Evento foi realizado em Lajeado

Representantes dos 26 polos tecnológicos do Estado participaram, na última terça-feira (19), do 4º Workshop de Polos, promovido pela Secretaria da Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico (SCIT), em Lajeado. O encontro foi realizado no Centro Universitário Univates. Na ocasião, o assessor da direção da URI, Rômulo Madrid de Mello, o gestor do Polo Missões, professor Marcelo Stracke e o coordenador do NEPI, Eduardo Kitagawa participaram das atividades.

Cleber Prodanov, titular da SCIT, destacou os investimentos do governo estadual na área de inovação e o número de projetos e programas em andamento. "Já investimos R$ 50 milhões em polos tecnológicos e outros R$ 50 milhões em parques tecnológicos. Mas o programa é da sociedade e precisa da colaboração de todos", esclareceu.

Já o secretário de Planejamento, Gestão e Participação Cidadã, João Motta, falou sobre o desafio da área de inovação para o Rio Grande do Sul e a importância dos polos regionais para o desenvolvimento do Estado. "Esses planos regionais são a síntese do que queremos. O aporte de recursos para os 26 polos é imprescindível e tem que ser prioridade no nosso governo”, destacou.
Para o palestrante e diretor do Instituto Gênesis da PUC/Rio, José Alberto Sampaio Aranha, a participação de pessoas com conhecimento para compartilhar e gerar condições de competitividade e solução de problemas de uma comunidade é de extrema importância. Representantes dos Coredes (Conselhos Regionais de Desenvolvimento) e de universidades também participaram dos grupos, coordenados pela equipe da SCIT.

REGIÕES
O workshop foi dividido em oito grupos, contemplando as regiões: Centro-Sul, Metropolitano, Paranhana, Vale do Rio dos Sinos, Vale do Caí Vale do Rio Pardo, Vale do Taquari Serra, Campos de Cima da Serra, Hortênsias Litoral, Sul Campanha, Fronteira Oeste Missões, Noroeste Colonial, Fronteira Noroeste, Celeiro Centro, Vale do Jaguari, Alto Jacuí, Jacuí Centro Alto da Serra do Botucaraí, Rio da Várzea, Norte, Produção, Médio Alto Uruguai e Nordeste.