Prefeitura pretende abrigar todas as secretarias e o prédio da Câmara no Poliesportivo do Santo Ângelo

0
81

Construções serão debatidas com o Conselhão, hoje, e com a comunidade, em até 30 dias

A Prefeitura de Santo Ângelo retomou a área onde funcionava o Poliesportivo do Santo Ângelo, localizada na Avenida Brasil. A área havia sido cedida em comodato ao Elite e depois passou a ser utilizada pela SER Santo Ângelo, hoje Associação Esportiva e Recreativa Santo Ângelo.

O prefeito Valdir Andres disse que a área está abandonada e que a administração pretende utilizar esse espaço. A ideia é construir o novo Centro Administrativo e a Câmara de Vereadores neste local. “Primeiro vamos realizar nesta terça-feira (29), às 8h30min, no Centro de Cultura, uma reunião com o Conselhão, quando esse tema será colocado em pauta. Queremos discutir com as entidades e a nossa comunidade a melhor utilização da área. Isso deverá acontecer em até 30 dias”, explica.

Conforme o chefe do Executivo, na 1ª etapa, serão construídos os prédios para a implantação de 10 secretarias. No entanto, o poder público pretende instalar todos os órgãos de governo neste local. Andres salienta que essa medida vai possibilitar melhor atendimento da população e ao mesmo tempo reduzir custos. “Hoje gastamos mensalmente R$ 65.584,00 com aluguel, telefones e vigilância. Num ano, esse valor chega a quase R$ 800 mil”, ressalta.

Existem dois projetos, um do Executivo e outro do Legislativo, para a construção do Centro Administrativo. Um dos projetos, inclusive, está no Parlamento para aprovação. O projeto prevê a construção de sete prédios de seis andares.

De acordo com o prefeito, na primeira etapa deverão ser investidos entre R$ 8 milhões e R$ 10 milhões. Os recursos serão provenientes de linhas de financiamento, venda de imóveis inservíveis e de emendas parlamentares.