Presídio tem dois casos confirmados de tuberculose

0
107

170 exames aguardam resultado

Os presidiários que cumprem pena no Presídio Regional de Santo Ângelo, além de presenciarem a rotina árdua de uma casa prisional, estão convivendo com problemas de tuberculose. Dois casos já foram confirmados e mais 170 exames aguardam resultado. A doença é infecciosa e transmissível. Afeta os pulmões e pode levar a morte caso não seja tratada com rigor.

De acordo com Rafael Teichmann, coordenador do programa de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), tuberculose e hanseníase do município, responsável pelo atendimento no presídio, ações estão sendo realizadas para detectar se existem mais presidiários infectados. “Estamos fazendo todo trabalho para ver se existem mais casos ou se teremos que entrar com tratamento de profilaxia. Já estamos com 12 casos de tratamento preventivo para não ocorrer desenvolvimento da doença”, informa.

A tuberculose é transmitida pelo ar e cada vez que o doente fala, tosse ou espirra, as partículas da saliva espalham o bacilo da doença que fica no ambiente por até 8h, mesmo que o local seja arejado. “O bacilo fica no organismo do doente. Exames de profilaxia que estamos fazendo são para saber quem teve contato e como está a evolução no organismo. Se isso não for tratado, a pessoa pode contrair uma gripe ou resfriado futuramente e contrair a tuberculose”, disse Rafael.

As condições do presídio, local que aglomera várias pessoas no mesmo espaço, favorecem a proliferação da doença. “Não existe risco de epidemia. Talvez vamos ter mais dois casos confirmados mas a grande maioria vamos tratar antes da doença se desenvolver. O combate é feito com antibióticos enviados pelo Ministério da Saúde”, finaliza o coordenador do programa.

Os principais sintomas da tuberculose são tosse por mais de duas semanas, produção de catarro, febre, sudorese, cansaço, dor no peito, falta de apetite e emagrecimento.

O Brasil ocupa o 17º lugar entre os 22 países responsáveis por 80% do total de casos de tuberculose no mundo.