Professores da rede estadual realizam mobilização em Santo Ângelo

0
104

Ato foi realizado nos turnos da manhã e tarde na maioria das escolas do Rio Grande do Sul

A sexta-feira (8) foi de mobilização para todos os professores da rede estadual de ensino do Rio Grande do Sul. Um ato simbólico de toques coletivos de sinetas, sirenes e buzinas aconteceu às 11h e também às 16h30. A categoria reivindica o pagamento do piso nacional do magistério, reestruturação do plano de saúde dos professores e contra a implementação da Lei da Terceirização. Agora a classe dos professores aguarda uma sensibilização por parte do governo do Estado.

Em Santo Ângelo a maioria das escolas participaram da mobilização. No Instituto Estadual de Educação Odão Felippe Pippi, os alunos se posicionaram no pátio do educandário para aderir ao movimento junto com os professores, que tocaram sinetas e sirenes. De acordo com a diretora do instituto, Maria Denise Geri, o ato visa chamar a atenção das lideranças governamentais. “Nossa mobilização tem dois objetivos. Um é em apoio e solidariedade aos professores do estado do Paraná. O outro é que hoje [sexta-feira] é o prazo que estabelecemos para o governo dar uma posição aos nossos pedidos. Dentro da nossa pauta está o reajuste de 13% na equiparação salarial”, conta.

A classe dos professores acredita que merece mais atenção e aguarda uma resposta positiva do Estado. “Esperamos o apoio de todos. Nossa classe não tem apoio dos governos e não podemos ficar esperando para haver mudanças. Sabemos que o governo está em crise, mas esperamos que pelo menos ele [o governo] nos dê uma luz, ou nos diga qual proposta tem para nós. Sabemos que a situação é caótica, mas queremos ser vistos”, finaliza a diretora.