Profissionais recebem capacitação para atuar na Delegacia da Mulher de Santo Ângelo

0
128

Publicado na última sexta-feira (12), decreto oficializa criação de nova delegacia

O município de Santo Ângelo terá a Delegacia da Mulher instalada no município. O decreto que confirma a instalação foi publicado na última sexta-feira (12). Com objetivo de qualificar os profissionais que vão atuar no órgão, a 13ª Delegacia de Polícia Regional iniciou ontem (15) os cursos de capacitação do quadro pessoal que vai atuar no atendimento às vítimas de violência doméstica. A capacitação se estende durante esta semana.

A instalação da unidade no município se faz necessária porque, conforme o delegado regional de Polícia, Fernando Antônio Sodré de Oliveira, a violência doméstica tem aumentado cerca de 15% ao ano. “Desde a criação da lei Maria da Penha, em 2006, temos acompanhado esse desenvolvimento e percebemos um aumento de cerca de 15% ao ano. Em pouco mais de oito anos dobramos o número de registros de vítimas, o que evidencia que precisamos de um órgão específico que realize esse atendimento”, comenta.

O delegado regional de Polícia explicou que o curso está dentro de um projeto existente não apenas para a criação da delegacia, mas também para a capacitação do quadro existente e do plantão de profissionais que trabalharão na delegacia. “Esse é um curso vinculado à Academia de Polícia do Estado, que tem feito algumas capacitações no interior, o qual conseguimos trazer para Santo Ângelo. Com isso, profissionais do Estado e da cidade trabalham na capacitação para o atendimento à violência doméstica e o atendimento famíliar”, esclarece.

SITUAÇÃO ATUAL
Atualmente, o atendimento às vítimas de violência tem sido feito no plantão centralizado e na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). Uma instalação provisória da delegacia está sendo realizada junto à Central de Polícia, na Rua Antunes Ribas, e deve ser finalizada dentro de um mês e meio. A instalação é provisória enquanto as obras do prédio oficial estão sendo finalizadas. A nova Delegacia da Mulher, que ficará localizada entre as ruas Tiradentes e Venâncio Aires, tem previsão de conclusão até metade de 2015.

Aproximadamente 50 pessoas entre professores e policiais participam dos cursos nesta semana. Os recursos encaminhados pelo governo federal preveem, ainda, além da instalação da delegacia, uma casa para abrigar as vítimas que não têm para onde ir e a criação de um centro de referência com várias especialidades para o atendimento das mulheres que registrarem queixas de agressão. “Na delegacia, estamos formatando uma parceria com a Saúde, mas no nosso curso já temos como parceiros profissionais da saúde mental, da psicologia, além dos profissionais da rede de atendimento contra as drogas e da assistência social do município”, afirma o delegado Sodré. O projeto prevê ainda, por parte da Brigada Militar, uma patrulha Maria da Penha, que é um trabalho de acompanhamento da vítima desde o momento do registro da ocorrência até o desenrolar do processo.