Projetos aprovados na Participação Popular em 2011 receberão o repasse do Governo antes do período eleitoral

0
98

Tema foi discutido no “Diálogos CDES” realizado no auditório da URI, na quinta-feira à noite

O Desenvolvimento da Região das Missões foi tema central do encontro “Diálogos CDES”, realizado em Santo Ângelo, na noite de quinta-feira, no auditório do prédio 5 da URI. O objetivo do evento é tratar as demandas e potencialidades da região, reunindo lideranças, prefeitos, secretários de Estado, trabalhadores, empresários, instituições de ensino, Governo e sociedade.

“É uma oportunidade para aproximar o Governo dos municípios, ouvir as prioridades das comunidades e construir soluções consensuadas”, destaca o secretário executivo do CDES-RS, Marcelo Danéris, que coordenou o encontro, juntamente com o Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas. Também estiveram presentes na reunião o secretário do gabinete dos prefeitos e relações federativas do RS, Afonso Motta e a secretária-adjunta da Casa Civil, Mari Perusso.

O andamento das reivindicações que constam na Carta entregue pelos prefeitos missioneiros em audiência ao Governador, em março de 2012, foi tratado pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Rio Grande do Sul (CDES-RS) no encontro.

Na reunião de quinta-feira, o Governo Estadual deu a resposta sobre as revindicações dos prefeitos missioneiros elencadas em carta no mês de março.

O prefeito de Vitória das Missões e presidente da Associação dos Municípios das Missões, Enio Coletto Carvalho, observa que, em março, a AMM reivindicou a antecipação do repasse para os projetos aprovados na Participação Popular de 2011. “Esses projetos receberão dinheiro antes do período eleitoral”, salienta.

Também foram discutidos diversos outros temas de importância para a região das Missões, como projeto de irrigação, a imediata reforma do aeroporto de Santo Ângelo, a instalação de um Pólo Tecnológico na URI e a construção da ponte internacional. “Também reivindicamos o apoio do Governo do Estado que interfira a favor das Missões na criação do Hospital Público Regional.” Um assunto tratado foi a comercialização com a Argentina e as dificuldades que o setor produtivo encontra, com as constantes barreiras impostas pelo país vizinho. Também foi solicitado ao governo, investimento na criação de uma feira de agroindústria na região”, complementa Enio.

O próximo passo é a realização de um relatório das demandas elencadas na reunião que será encaminhado ao Governo Estadual.