Retorno das aulas segue sem data definida

0
474

Ainda sem data estabelecida para o retorno das atividades letivas, as aulas seguem suspensas, pelo menos até o fim do mês de maio. Para elaborar um cronograma de retorno, o recesso de julho foi antecipado para este mês (de 4 a 18) e, desde esta terça-feira (19), aulas seguem interrompidas.

De acordo com a 14ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) serão estabelecidos protocolos para que alunos, professores e servidores possam retomar às aulas com segurança. “Isso pode exigir a compra de materiais ou equipamentos de proteção e reforço de recursos humanos, cujos processos de aquisição e contratação podem levar mais tempo”, destaca informativo semanal da Coordenadoria.

Ainda, segundo a titular da pasta, Rosa Maria de Souza, o Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e outros órgãos, está avaliando a possibilidade do retorno presencial ou na modalidade a distância, a partir do mês de junho. “Não há nada definido e oficial sobre o assunto, porém existem estudos sobre a possibilidade do retorno em pequenos grupos de estudantes, alternando aulas presenciais e programadas (a distância)”, detalha.

Rosa acrescenta, também, que primeiramente haverá uma definição quanto à possibilidade de retorno. “Se houver, a Seduc e as CREs estabelecerão um cronograma, conforme a realidade de cada escola, observando que existirá um protocolo de cuidados intenso com a higienização de todos os ambientes escolares. Todas as decisões estão sendo baseadas nos dados estatísticos a nível de Estado”, diz.

Escolas particulares e Escola Públicas

Rosa explica que o Estado trabalha com a hipótese de um retorno único, que tanto escolas públicas, quanto particulares possam voltar com atividades letivas no mesmo período, “justamente pela importância da unificação dos calendários escolares”, reforça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here