Reunião discute viabilização da abertura da UPA em Santo Ângelo

0
86

Assunto foi tema de encontro com representantes do Estado

Aconteceu uma reunião na manhã de terça-feira, na Secretaria Municipal de Saúde, que discutiu a viabilização da abertura da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Tipo 2 no Bairro Pippi. Desde o ano passado a unidade está concluída, mas por limitação de recursos a Prefeitura de Santo Ângelo não colocou em funcionamento. O encontro coordenado pela secretária de Saúde, Eunice “Preta” Belinaso, contou com a presença da vice-prefeita Nara Damião, do provedor do Hospital Santo Ângelo, Bruno Hesse, assim como de representantes da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde, do Conselho Municipal de Saúde, entre outros.

PROPOSTA

Na oportunidade foi apresentada uma nova proposta no sentido de colocar em funcionamento a UPA Tipo 2 que terá um custo mensal de R$ 750 mil. O Estado se comprometeu em bancar os primeiros seis meses de funcionamento da UPA, repassando os recursos que deveriam ser efetuados pelo Ministério da Saúde. Além disso, o Estado propôs a implantação da UPA Tipo 2 já na fase qualificada ao invés da habilitada, como havia sido definido anteriormente.

UPA QUALIFICADA

A secretária Eunice Preta Belinaso explica que essa proposta poderá facilitar a implantação da UPA Tipo 2. “Mesmo não tendo definição de quando será aberta, os valores de repasse por parte do Governo Federal, Governo Estadual e da Prefeitura são bem mais em conta. Anteriormente, na fase habilitada, a União iria repassar R$ 175 mil, o Estado R$ 87 mil e a prefeitura R$ 488 mil para cobrir o custo mensal de R$ 750 mil. Com a nova proposta da UPA Tipo 2, na fase qualificada, o Governo Federal se comprometeu em repassar R$ 300 mil mensais, o Estado R$ 225 mil e a prefeitura ficaria responsável pelo repasse de R$ 225 mil”, revela.

MAIS MÉDICOS

Santo Ângelo encaminhou pedido para obter 20 médicos estrangeiros pelo Programa Mais Médico para atuar na saúde básica do município.

Conforme a secretária Eunice Belinaso, o número de profissionais que virão ainda não foi confirmado. No momento, os médicos que serão destinados à região das Missões estão em treinamento e deverão vir para a cidade na primeira quinzena de fevereiro.
Na próxima semana a secretária municipal de Saúde vai estar em Porto Alegre para tratar deste assunto.