Romaria da Terra reuniu mais de 15 mil pessoas em Santo Cristo

0
105

Evento da Diocese de Santo Ângelo teve o tema “Agricultura familiar camponesa: vida com saúde”

Mais de 15 mil romeiros e romeiras reuniram-se, na terça-feira de Carnaval (21), na comunidade de Bom Princípio Baixo, interior do município de Santo Cristo, para a 35ª Romaria da Terra, que tratou o tema “Agricultura familiar camponesa: vida com saúde”.

A Romaria foi preparada e organizada pela Comissão Pastoral da Terra em conjunto com a Diocese de Santo Ângelo, que celebra seu Jubileu de Ouro de história.

O governador Tarso Genro participou do evento, junto a autoridades da região e 18 dioceses do Estado, representadas por bispos, padres, religiosos e lideranças pastorais, além de movimentos populares, que percorreram um trecho de dois quilômetros manifestando-se favoravelmente à sustentabilidade como forma de preservação da terra.

Sob o tema “Agricultura familiar camponesa: vida com saúde”, o evento abriu oficialmente às 9h, com o deslocamento até a comunidade de Bom Princípio Baixo. Na ocasião, os agricultores carregaram símbolos encenando a “Agricultura para Vida e para Morte”; “Águas para Vida e para Morte”; “Êxodo Rural x Exemplo de Comunidade Organizada” e “Agricultura Familiar Camponesa: Vida com Saúde”, finalizando com celebração realizada pelo presidente da Comissão de Justiça e Paz da CNBB, Dom Guilherme Werlang.

Tarso destacou que os ideais da Romaria são compartilhados pelo Executivo e que retornará às futuras edições do evento. “Estarei na Romaria também nos próximos dois anos, pois somente juntos poderemos fazer um Governo com aqueles que estão na base da pirâmide social”, afirmou, ao ressaltar que acredita no desenvolvimento “de baixo para cima, a partir daqueles que trabalham, plantam, produzem e colhem.”

DESENVOLVIMENTO RURAL

O governador lembrou que um dos primeiros atos de sua administração foi enviar, à Assembleia Legislativa, o pedido de criação da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR). “Este é o reconhecimento da importância do setor, já que 27% do PIB gaúcho vem da agricultura familiar”.

Mais cedo, antes da participação na caminhada, o governador foi até o cemitério local onde foram enterradas grande parte das vítimas de um acidente entre um ônibus e uma carreta, em Santa Catarina, e que deixou um saldo de 26 mortos, há quase um ano. Na época, Tarso Genro decretou luto oficial de três dias no Estado.