‘Rotatória garante comunicação visual e redução de acidentes’, afirma diretor do DMT

0
376
Rotatória foi colocada em um ponto onde já foram registrados inúmeros acidentes graves. Foto: Oda Kotowski/JM

Nessa semana, foi instalada a 12ª rótula em Santo Ângelo, no cruzamento das avenidas Rio Grande do Sul e Getúlio Vargas

O Departamento Municipal de Trânsito (DMT) instalou nessa semana, no cruzamento das avenidas Getúlio Vargas e Rio Grande do Sul, a 12ª rotatória em Santo Ângelo. A obra foi aprovada pelo Conselho Municipal de Trânsito (CMT), a partir de projeto elaborado com a participação da Secretaria de Planejamento. O modelo é de uma rótula de tachões que, segundo o diretor do DMT, Gerson Rodrigues, possui muito mais vantagens que as rótulas com canteiros.

Gerson Rodrigues, diretor do DMT, diz que rótulas com tachões são consideradas mais viáveis. Foto: Daniele Angnes/JM

“Uma delas é a válvula de escape no centro da circunferência que permite que um motorista ‘não aperte o outro’ no trânsito. Nas outras rótulas você acaba batendo no cordão de concreto do canteiro”, diz Gerson reiterando que a preferência é do motorista que chegou primeiro em qualquer um dos lados da área onde está a circunferência.

Rodrigues destaca que antes de ingressar na rótula, há um estreitamento de pista nos quatro lados das duas avenidas, com sinalização viária para que apenas um veículo acesse de cada vez. Penalidades para quem não respeita a rótula só poderão ser aferidas em caso de acidentes de trânsito. O diretor de trânsito diz que em rotatórias é bem menor a probabilidade de ocorrências de acidentes.

“Até porque a comunicação visual é muito grande e o comportamento dos motoristas é muito importante. Então é preciso dar preferência aquele motorista que chegou primeiro na rótula. A segurança no trânsito ocorre com a observação da sinalização, o comportamento de outras pessoas e o nosso comportamento”, enfatiza.

As rótulas começaram a ser implantadas na década de 90, em Santo Ângelo, ainda no governo do prefeito Adroaldo Mousquer Loureiro (in memorian) e surgiram para minimizar as consequências dos acidentes graves, gravíssimos, e gravíssimos seguidos de morte. “A rótula foi feita para que os motoristas parem, se comuniquem e vejam quem tem a preferência. A ideia da rótula é justamente para as pessoas não ficarem esperando um tempo no semáforo e também para não se adiantar, ou seja, um objetivo comportamental”, conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here