Santo Ângelo contesta Prefeitura pela retomada da área do Poliesportivo

0
76

Direção diz que, caso Prefeitura insista na posse, clube poderá tomar medidas de caráter judicial

A direção do Santo Ângelo contesta medida da Prefeitura de Santo Ângelo de retomar a área do antigo campo do Elite, localizado na Avenida Brasil, onde funcionava o Poliesportivo do Santo Ângelo. Segundo o presidente, Plínio Pereira, a direção esportiva vem mantendo um diálogo de nível em defesa dos direitos do clube perante o Executivo municipal. Pereira lembra que recentemente havia solicitado à Secretaria de Obras uma limpeza da área para o uso do campo de treinamento, em função da grande quantidade de chuvas que aconteceu nas últimas semanas, prejudicando o gramado do Estádio da Zona Sul.

Também, a direção tornou pública uma nota de esclarecimento explicando a posição da entidade. Anexo à nota, a Associação Esportiva e Recreativa Santo Ângelo apresentou uma contranotificação ao prefeito Valdir Andres sobre os 60 dias que a entidade teria para devolver a área ao Município. Nesse documento, o presidente explica que a diretoria executiva não está munida de qualquer poder para decidir a respeito do patrimônio da entidade, sendo que essa missão cabe à assembleia geral, conforme estabelece o estatuto.

O presidente destaca que a lei municipal nº 1.172, de 7 de agosto de 1989, faz a entrega da área à Sociedade Esportiva e Recreativa Santo Ângelo, hoje transformada em associação. Para ele, não há motivo para a doação ser resolvida/rescindida e revogada. “Caso a Prefeitura de Santo Ângelo insista na posse de um patrimônio da nossa entidade, vamos nos ver forçados a tomar medidas de caráter judicial, para que os direitos do clube sejam preservados”, diz o presidente.