Santo Ângelo decreta situação de emergência

0
86

 Após uma reunião hoje à tarde, entre o prefeito em exercício Adolar Queiroz e entidades ligadas à agricultura, bem como órgãos governamentais, no gabinete do prefeito, foi decidido que o município de Santo Ângelo irá decretar estado de emergência em função da estiagem.

Os representantes do poder público municipal e da Defesa Civil local estão finalizando os documentos para enviar à Defesa Civil estadual, a fim de comprovar os prejuízos decorrentes da falta de chuvas. Conforme Adolar Queiroz, em função de Santo Ângelo ser um município maior, é necessário comprovar um prejuízo de pelo menos 5% do PIB (Produto Interno Bruto), para poder decretar emergência.

“Teríamos que comprovar um prejuízo de cerca de R$ 50 milhões. Nós somamos os dados de perdas da área da agricultura, comércio e indústria, que juntos passam dos R$ 60 milhões em Santo Ângelo”, relatou, após a reunião.

Apesar das perdas nos outros setores, o abastecimento de água ainda não sofreu prejuízos em Santo Ângelo, conforme informações da Corsan repassadas durante a reunião.