Santo Ângelo teve saldo positivo de mais de 900 empregos formais em 2011

0
78

Números foram divulgados pelo Ministério do Trabalho na última semana

O saldo de empregos formais em Santo Ângelo foi mais uma vez altamente positivo no ano de 2011. O Ministério do Trabalho e Emprego divulgou, na última semana, o número atualizado de empregos através do Caged – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, mostrando que o resultado das admissões menos desligamentos no ano passado foi de mais de 900 novos empregos no município.
No total, dentre os empregos formais, que são registrados pelo Caged, foram 8.327 admissões e 7.422 desligamentos, resultando em um saldo positivo de 905 empregos (veja os dados da microrregião, do Estado e do país na tabela). Os dados são um comparativo entre janeiro de dezembro de 2011. Os números de janeiro de 2012 ainda não foram divulgados.

Para o secretário municipal de Indústria e Comércio, João Baptista Santos da Silva, os índices econômicos, dentre eles o de empregabilidade, provam uma realidade extremamente positiva que o município vive. “Em termos de criação de empregos, na proporção, Santo Ângelo está inclusive à frente do Estado e do Brasil”, afirmou o secretário, na segunda-feira, em entrevista ao programa Rádio Visão, da Rádio Santo Ângelo.

CRESCIMENTO NA ÁREA DA INDÚSTRIA

João Baptista ressalta que apesar de Santo Ângelo ter a característica de município que oferece serviços, a área de indústria tem crescido muito nos últimos anos. “Um exemplo é a Fundimisa, que começou recentemente a fabricar peças para a Volvo, que são produzidas só em dois lugares no mundo, sendo um deles Santo Ângelo”, ressalta.
Outras indústrias, como as do ramo da alimentação, também registram crescimento. “Os frigoríficos Alibem e Callegaro são um exemplo disso”, acrescenta o secretário.

DISTRITOS INDUSTRIAIS

O secretário João Baptista ressalta que atualmente a Administração Municipal de Santo Ângelo tem atuado positivamente em sua obrigação de contribuir, facilitar e estabelecer as condições para que as empresas possam crescer, gerar mais tributos e criar empregos. Um dos exemplos é a criação de distritos industriais.

“Atualmente temos dois distritos industriais, ambos na zona Norte. Um fica no Parque Industrial, que abriga a Oceano Bike, Mercosul Tintas e outros, e o outro fica no bairro Alcebíades de Oliveira. Nas próximas semanas, o prefeito Eduardo Loureiro irá encaminhar à Câmara de Vereadores uma lei para a criação de um terceiro distrito industrial, às margens da ERS-218, em direção ao aeroporto de Santo Ângelo”, explica João Baptista.

Por fim, ao falar de suas expectativas para o ano de 2012, João Baptista afirma que o município deverá ter um ano excelente em termos de crescimento e de empregabilidade. “Esse entusiasmo é reflexo das conversas que tenho na cidade com empresários e colaboradores. Santo Ângelo vive esse clima de entusiasmo”, finaliza.

PARQUE TECNOLÓGICO

Outra ação destacada na entrevista por João Baptista é a criação de um Parque Tecnológico, em parceria da Prefeitura com empresas do setor de tecnologia da informação e instituições de ensino superior. “Cada vez um menor número de pessoas está saindo de Santo Ângelo para buscar empregos em outras regiões, e está ficando aqui. Trabalhamos na criação de um Parque Tecnológico justamente para que os jovens que queiram trabalhar na área de Tecnologia da Informação (TI) fiquem aqui. Em um raio de 100 quilômetros temos cinco cursos na área de TI, ou seja, há uma grande oferta de mão de obra na área. Muito em breve teremos um parque de tecnologia semelhante aos de grandes centros”, complementa.