Secretaria de Assistência Social na linha de frente contra o Coronavírus

0
241
Setor mantém ações sociais e amplia serviços para atender a demanda da população neste período crítico. Solidariedade da população também ganha destaque. Divulgação

Enquanto aguarda documentação do Ministério da Cidadania para atuar no cadastramento de pessoas habilitadas à transferência de renda anunciada pelo Governo Federal, a Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Cidadania (SMASTC) atua na linha de frente juntamente com as demais pastas do Governo Municipal, na prevenção e combate ao novo Coronavírus, atendendo a parcela da população em situação de vulnerabilidade social.

“Estamos abertos no horário estabelecido em decreto (das 8 às 12 horas), desenvolvendo nossas ações sociais e atendendo normalmente a população. Os serviços, obviamente com algumas restrições, estão mantidos em todos os setores. Ampliamos o serviço de suporte alimentar para atender a demanda provocada por esta pandemia e que atinge, principalmente, famílias sem renda e trabalhadores informais”, declarou o secretário de Assistência Social, Everaldo de Oliveira.

Neste momento, a demanda maior de atendimento na secretaria é pela transferência de renda anunciado pelo Governo Federal. Conforme Everaldo, a assistência social aguarda pela orientação do Ministério da Cidadania, para dar os encaminhamentos à documentação dos beneficiários. “Faltam informações consistentes do Ministério da Cidadania. Estamos aguardando as normativas do ministério para que possamos fazer o encaminhamento do benefício”, assinalou.

MARMITAS

Entre as medidas restritivas adotadas na prevenção ao Coronavírus, segundo Everaldo, está relacionada à Cozinha Comunitária do Bairro Sepé que não serve mais almoço no local e sim distribui as marmitas para que os beneficiários façam suas refeições em casa, evitando aglomeração de pessoas no espaço. São entregues à população em situação de risco social, 500 marmitas por semana.

CESTAS BÁSICAS

O programa de suporte alimentar que repassa cestas básicas está mantido e foi ampliado para atender a demanda neste período de crise. Everaldo explica que o Governo Municipal está repassando semanalmente 100 cestas com alimentos básicos ao cadastrados na SMASTC.

De acordo com Everaldo, a secretaria tem recebido inúmeras manifestações de solidariedade da sociedade santo-angelense interessada em doar gêneros alimentícios para o repasse às famílias de baixa renda, movimento que deve reforçar o estoque do Banco de Alimentos do município. O secretário designou um servidor exclusivamente para acolher as doações que chegam até a SMASTC.

PADARIA

A Padaria Comunitária instalada junto à secretaria está funcionando com quadro reduzido de profissionais, em razão de medidas restritivas, como o fator idade, mas repassando pães normalmente às entidades filantrópicas e instituições sem fins lucrativos, como lares de idosos e outros. A produção média continua em 300 pães diariamente.

CENTROS

Os centros de Referência em Assistência Social (CRAS), embora com quadro reduzido, horário restrito e critérios para evitar aglomerações, continuam desenvolvendo suas atividades sociais, oferecendo todo o suporte à clientela em situação de vulnerabilidade social. “A secretaria está atendendo a todos que procuram a nossa rede de serviços” enfatizou o secretário Everaldo de Oliveira.

A SMASTC também conta com as boas ações dos clubes de serviço. Nesta semana, o Lions Clube Santo Ângelo Universitário, liderado por sua presidente, Rosecler Moreira, efetuou a distribuição de kits de higiene junto ao CRAS do Bairro Sepé, contemplando inúmeras famílias da área de atendimento do centro de Referência.

INDÍGENAS

A aldeia indígena guarani Tekoá Piâú, do Distrito Buriti, também está sendo atendida pela Assistência Social, com dois repasses mensais de gêneros alimentícios, além da doação de material de higiene, doados pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Everaldo elogiou a iniciativa popular de campanhas de arrecadação de alimentos para os indígenas, no entanto, destacou que eles estão atendidos em suas necessidades pela Secretaria de Assistência Social. “A aldeia está sendo bem atendida pelo município, mas toda iniciativa solidária de doação é sempre bem vinda”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here