Secretaria Estadual de Saúde confirma caso importado de dengue em Santo Ângelo

0
88

A Secretaria de Saúde do Estado confirmou o primeiro caso de dengue em Santo Ângelo. De acordo com o coordenador da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde, Lói Roque Biacchi, um homem de 37 anos, morador do Bairro Oliveira, foi medicado e passa bem. Segundo o secretário, o caso foi importado, pois o homem teria contraído a doença ao visitar familiares em Ubiretama, onde existem 33 casos de dengue confirmados.

Biacchi explica que, em todos os 24 municípios da área de abrangência da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde, há focos do mosquito da dengue e que todos precisam estar atentos, tomando os cuidados necessários. “Além do trabalho da Vigilância Ambiental, as pessoas precisam colaborar no combate ao mosquito da dengue, evitando acúmulo de lixo nos pátios para que não se desenvolvam as larvas do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue”, explica.

Biacchi explica que, em todos os 24 municípios da área de abrangência da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde, há focos do mosquito da dengue e que todos precisam estar atentos, tomando os cuidados necessários. “Além do trabalho da Vigilância Ambiental, as pessoas precisam colaborar no combate ao mosquito da dengue, evitando acúmulo de lixo nos pátios para que não se desenvolvam as larvas do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue”, explica.

CASOS DE DENGUE

Foram confirmados 33 casos de dengue em Ubiretama, 1 em Santo Ângelo e 1 em Cerro Largo. O coordenador de Saúde, Lói Biacchi, diz acreditar que Ubiretama é um caso a parte. “Estivemos nesse município por várias vezes, repassamos as orientações necessárias. No entanto o poder público local não tomou as providências devidas no que se refere à prevenção. Colocamos equipes para pulverizar os quarteirões da cidade com inseticida específico para matar o mosquito. A comunidade precisa ser parceira, evitando o surgimento de novos criadouros do mosquito”, salienta.