Secretária estadual de Saúde vai assinar convênio para construção de 58 leitos no HSA

0
79

Nesta sexta-feira (16), a secretária estadual de Saúde Sandra Fagundes estará em Santo Ângelo para assinatura de convênio com o Hospital Santo Ângelo. A solenidade será no auditório do HSA, às 9 horas. O anúncio foi feito pelo provedor Bruno Hesse, que recebeu a confirmação na tarde desta quarta-feira (14). A obra vai ser viabilizada pelo programa “Mais Leitos” do Governo do Estado e o investimento é de R$ 2,3 milhões.

O provedor do Hospital Santo Ângelo, Bruno Hesse, explica que o projeto prevê a construção de um prédio de 1.300 metros quadrados, com 24 salas onde serão instalados 58 leitos para atendimento de pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Num primeiro momento serão três andares, mas a estrutura do novo prédio a ser construído no terreno do HSA, localizado na esquina das ruas Bento Gonçalves e 15 de Novembro, poderá ter até sete andares, conforme o Plano Diretor da instituição”, salienta Hesse.

Bruno Hesse lembra que quando assumiu a provedoria percebeu a necessidade da ampliação do número de leitos na casa de saúde. Também ressaltou o apoio de lideranças para viabilizar esse projeto como o ex-secretário estadual de Saúde, Ciro Simoni, o ex-prefeito Eduardo Loureiro, o coordenador da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde, Lói Roque Biacchi, e mais recentemente Cajar Nardes, que ajudou na liberação dos recursos que já estavam empenhados.

ESTRUTURA DO PRÉDIO

O engenheiro civil do HSA, Eduardo Limberger, destaca no térreo vai ser feito um estacionamento, enquanto nos segundo e terceiro andares funcionarão os 58 leitos, assim como enfermarias, salas enfermagem, salas de utilidade, copa e depósito de material de limpeza.

O QUE MUDA COM A AMPLIAÇÃO

O diretor técnico do HSA, Edson Vargas, acredita que essa medida vai possibilitar suprir parte da demanda por leitos em Santo Ângelo. “Hoje o Hospital Santo Ângelo atende mais de 25 municípios e sempre é desafiador para nós a questão do número de leitos. Um grande número de pacientes não apenas da região, mas do Estado, vem ao HSA que disponibiliza mais de 44 especialidades pelo SUS”, conta.