Segunda etapa da vacinação contra febre aftosa terá início no sábado

0
105

Produtores cadastrados no Pronaf poderão obter a vacina gratuitamente

Começa no sábado (1º) e continua até o final de novembro a segunda etapa da vacinação contra a febre aftosa. Nessa fase, o gado com até dois anos recebe o reforço da vacina já aplicada em todo o rebanho no mês de maio. Em Santo Ângelo, a expectativa da Inspetoria Veterinária, segundo o médico veterinário Juarez Dalla Corte, chefe da inspetoria, é de que aproximadamente 10 mil animais sejam vacinados.

Para os produtores que se enquadram nas regras do Programa Nacional de Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Pronaf), as vacinas são gratuitas. Já para os produtores que não enquadram-se nas regras, a vacina deve ser comprada nas veterinárias licenciadas e aplicadas por um veterinário de confiança.

VACINADORES COMUNITÁRIOS
No caso dos produtores inscritos no Pronaf, a Inspetoria Veterinária vai disponibilizar as vacinas para o rebanho, no entanto, a aplicação é feita por um vacinador comunitário, que, por ser terceirizado, deve ser pago pelo próprio produtor na propriedade, no dia em que for realizada a vacina.

“No município temos 16 vacinadores comunitários, que percorrem todas as comunidades em que é necessária a vacinação do gado. A cobrança ocorre por ele não ter ligação nenhuma com o Estado ou a inspetoria; ele dispõe do tempo e do seu próprio meio de transporte para realizar a vacinação”, explica o chefe da inspetoria. Ele esclarece ainda que a cobrança é feita por dose aplicada e conta que o serviço já existe há dois anos no município.

NÚMERO DE PRODUTORES
Para receber a vacina, o produtor precisa estar cadastrado na Inspetoria Veterinária de seu município. A estimativa para Santo Ângelo é de que cerca de 1.500 produtores sejam criadores de gado – no entanto, 1.380 são cadastrados no Pronaf e recebem a vacina de graça. Já o restante dos produtores, por não enquadrarem-se no Pronaf, compra a vacina em uma veterinária licenciada.