Sino de uma das torres da Catedral Angelopolitana se desprende e cai

0
87

Fundição do topo da peça com seu suporte se rompeu

O sino maior de uma das torres da Catedral Angelopolitana se desprendeu e caiu na última segunda-feira (3), por volta das 18h. A fundição do topo da peça com seu suporte se rompeu, causando a queda, de pouco mais de dois metros. “Fazemos um acompanhamento constante aos sinos. A última vez em que verificamos este sino foi há duas semanas, e tudo estava em ótimas condições. A notícia do rompimento me surpreendeu, porque não havia nada que levantasse alguma suspeita”, diz o técnico Valmor Garlet, de Santo Ângelo.

Fabricado em Minas Gerais e fruto de uma doação de um grupo de pessoas residente na Alemanha, o sino pesa em torno de 1,6 tonelada. Uma barra de ferro colocada estrategicamente no piso que fica no alto da torre amorteceu a queda – mesmo assim, houve estragos no piso. Fotos foram tiradas e enviadas à fabricante, com o relato da situação. Valmor diz considerar que o sino não pode mais ser aproveitado, mas a Paróquia Anjo da Guarda espera a visita de técnicos da empresa para verificar a gravidade dos danos.

Nenhum outro sino da torre foi afetado ou teve seu funcionamento prejudicado. “Queremos avaliar melhor o que houve, com técnicos, e, se for defeito de fábrica, queremos reaver o sino. Mas menos mal que não tivemos outros prejuízos. Agora vamos aguardar e ver que rumos vamos tomar”, declarou o pároco Rosalvo Frey em entrevista ao comunicador Jota Miguel, no programa Rádio Visão, da Rádio Santo Ângelo, na manhã de ontem.