UPA no Bairro Pippi irá descentralizar atendimentos de urgência e emergência

0
86

Previsão é de inaugurá-la até o final do ano

Está na reta final a obra de construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Pippi, em Santo Ângelo. Localizada em terreno próximo ao Centro Social Urbano, a UPA tem previsão de inauguração até o final do ano e deve oferecer em torno de 300 atendimentos diários.

“Já abrimos licitação para a compra de equipamentos e estamos tomando as providências para a contratação de pessoal”, adianta o prefeito Eduardo Loureiro, ao destacar que foram mais de quatro anos de trabalho para conseguir conquistar a UPA. “Esse novo local vai ampliar, qualificar e descentralizar o atendimento na área da saúde, especialmente nos casos de urgência e emergência”, afirma.

ATENDIMENTOS

Na UPA serão realizadas consultas médicas, atendimentos e procedimentos médicos e de enfermagem a casos críticos e de maior gravidade. Também será prestado apoio diagnóstico (realização de raio-X, exames laboratoriais, eletrocardiograma) e terapêutico nas 24 horas do dia. “Além disso, a UPA terá 12 leitos que permitirão manter os pacientes em observação, por período de 24 horas, para elucidação diagnóstica e/ou estabilização”, complementa o prefeito Eduardo.

INVESTIMENTO

O investimento total para construção e aparelhamento da UPA chegará a aproximadamente R$ 4 milhões. Do montante, em torno de R$ 3,2 milhões serão investidos na estrutura física e R$ 800 mil em equipamentos. “Desse total, metade foi custeado pelo Governo Federal e a outra metade pelo Governo Estadual. O município cedeu o terreno e fez algumas obras complementares, como o cercamento”, explica Eduardo Loureiro.

O prefeito explica ainda que o município de Santo Ângelo será o responsável pelo gerenciamento, que inclui a contratação de profissionais e custos de manutenção. “Para isso, Santo Ângelo receberá um recurso mensal de R$ 175 mil do Governo Federal. Esse valor será insuficiente para custear todas as despesas, por isso o município terá que complementar. Ainda não fechamos totalmente a planilha de despesas, mas estima-se que o custo mensal poderá chegar a R$ 500 mil.”

O plantão da Unidade de Pronto Atendimento do Bairro Pippi contará com quatro médicos 24 horas, distribuídos entre pediatras e clínicos gerais. No total, entre médicos, dentistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem e pessoal do setor administrativo, serão aproximadamente 115 funcionários. A UPA terá capacidade de prestar em torno de 300 atendimentos por dia.