Videomonitoramento: Assessoria de deputado Marroni garante que município perdeu recursos para novas câmeras

0
116

Em contraponto, prefeitura de Santo Ângelo afirma que projeto segue em tramitação

No início deste ano, o município assinou convênio com o Estado, através da Secretaria de Segurança Pública, para implantar um novo sistema de videomonitoramento em Santo Ângelo.

O projeto previa a instalação de 24 câmeras de monitoramento nas vias públicas, e dos demais equipamentos necessários para o funcionamento do sistema. Operado pela Brigada Militar, o objetivo do videomonitoramento é o de aumentar a área de atuação do policiamento, instalando-as em locais onde são registrados os maiores índices de ocorrências nomunicípio.
O projeto receberia investimentos de mais de R$1 milhão, do governo federal, através do Ministério da Justiça e contrapartida do município.

De acordo com a assessoria do deputado Fernando Marroni (PT), que foi quem entrou com o pedido dos recursos para o município, o projeto foi encaminhado para o governo federal, onde chegou a tramitar e a ser empenhado. Porém, o município não teria se adequado ao que foi solicitado e acabou perdendo os recursos para que as câmeras fossem instaladas.

Conforme o assessor de gabinete de Marroni, Wesley Alcides Lucas, serão feitas nos próximos dias tentativas junto ao Ministério da Justiça para reverter a situação e reaver os recursos para as câmeras de videomonitoramento.

“Houve um problema de documentação, na capacidade técnica e gerencial do Executivo, que acabou perdendo o prazo para adequação do projeto. Vamos tentar, ainda nesta semana, a recuperação dessa emenda, mas sabemos que é algo bem difícil de acontecer”, explica.

O QUE DIZ A PREFEITURA
O Poder Público de Santo Ângelo preferiu não dar entrevista sobre o assunto. Em nota, a assessoria de imprensa garante que o projeto segue em tramitação normal no Ministério da Justiça, “Conforme consulta ao Portal dos Convênios Siconv, em 22 de abril de 2015, o projeto para implantação do Sistema de Videomonitoramento de Santo Ângelo está em tramitação no Ministério da Justiça e aguardando a liberação de recursos”.

O projeto está inscrito no Portal dos Convênios Siconv pelo número 08020.031429/2014-26.