Direção da Escola Getúlio Vargas busca ajuda no Legislativo Municipal

0
104

Educandário faz parte das 1.028 escolas do RS que poderão ser contempladas com obras

O presidente da Câmara de Vereadores de Santo Ângelo, Jacques Barbosa (PDT), recebeu nesta semana a diretora da Escola Técnica Estadual Getúlio Vargas, Elisabete da Silveira. A escola está na lista do projeto do governo estadual Plano de Necessidade de Obras (PNO), que tem por objetivo recuperar a infraestrutura de inúmeras escolas.

A burocracia, no entanto, tem preocupado a direção do educandário. Conforme Elisabete, o único empecilho encontrado diz respeito aos documentos que legalizam o terreno onde a escola tem sua sede. “Temos prazos, agora nos restam apenas 30 dias para fazer os encaminhamentos pendentes, por isso buscamos de todas as formar reunir a documentação e concluir o processo, para que as obras tenham início”, afirmou a diretora.

Diante disso, o presidente Jacques Barbosa entrou em contato com o Executivo Municipal, no sentido de solicitar que disponibilize o mais rápido possível uma equipe técnica que emita os pareceres legais referentes ao terreno e disponibilize à direção os documentos pendentes.

Jacques falou sobre a necessidade de agilizar o processo por parte do município. “Serão investidos quase R$ 2 milhões em um educandário do nosso munícipio. De maneira nenhuma podemos deixar essa oportunidade passar. Os encaminhamentos são simples, mas é preciso empenho por parte do poder público para que os prazos não se esgotem e o município acabe por perder esses recursos”, comentou.

De acordo com a diretora da Escola, atualmente o educandário atende 1.400 alunos e efetua atividades nos três turnos. Segundo Elisabete, não há espaço físico para atender a demanda, por isso as vagas foram limitadas. Outro ponto ressaltado pela professora diz respeito à implantação de novos cursos técnicos. Segundo ela, há interesse, mas antes é preciso que o educandário tenha sua infraestrutura reformulada.