Hospital Público Regional: “Estão vendendo terreno na Lua”, diz deputado Darcíso Perondi

0
118

Parlamentar chamou Jeferson Fernandes de inexperiente e desconhecedor da área da saúde

Num tom bastante forte, o deputado federal Darcísio Perondi, do PMDB, não mediu palavras e teceu duras críticas ao deputado estadual, Jeferson Fernandes, do PT, devido à mobilização para a instalação de um hospital público regional nas Missões. Segundo Perondi, na área da saúde é preciso responsabilidade, confiança, conhecimento e experiência.

O parlamentar citou a reorganização do Hospital Santo Ângelo, sob a liderança do prefeito Eduardo Loureiro, como um exemplo positivo desse processo. Porém, lamentou a atitude do deputado Jeferson Fernandes. “Este deputado, que não conhece o assunto, é inexperiente e está vendo ilusão, terreno na lua. Essa é a estratégia do Partido dos Trabalhadores no Rio Grande do Sul. Oferecendo seis ou oito hospitais públicos no Estado. Este moço, este deputado, também ofereceu em São Luiz Gonzaga, em Santo Ângelo, Santa Cruz do Sul, Gravataí e Sapiranga. Usam o Ministério da Saúde e vem também um diretor do Hospital Conceição, que foi desautorizado pelo Ministro, dizer que isso é possível”, criticou Perondi.

Darcísio Perondi ressalta que o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, está sem dinheiro e o governo federal cortou R$ 6 bilhões no plano de gasto de 2012, além de não aprovar projeto que destina 10% da arrecadação dos impostos para a Saúde.

Para o parlamentar é preciso fortalecer o Hospital Santo Ângelo (HSA) que se encontra em franca recuperação, com a participação dos todos os segmentos políticos da cidade e região. "O projeto insano do hospital regional poderá quebrar com o HSA.  Temos que aproveitar que o hospital da cidade encontra-se habilitado para receber recursos públicos. Conto com a ajuda do PT nesta luta pela busca de recursos. Para a comunidade ter uma ideia, o hospital público regional é inviável e tem um custo quatro ou cinco vezes maior que o Hospital Santo Ângelo. Esse moço é inexperiente, desconhece o assunto. O caminho é esse, no mais é vender terreno na lua, o chamado céu garantido", finalizou Perondi.