Prefeito de Entre-Ijuís reclama que Progressistas e MDB estariam desconsiderando seu direito à reeleição

0
819
Brasil Antônio Sartori, prefeito de Entre-Ijuís. Foto: Arquivo/JM

O prefeito de Entre-Ijuís, Brasil Antônio Sartori, desabafou em entrevista concedida ao repórter Irani Brum e reproduzida na manhã desta quarta-feira (12), no programa Rádio Visão, na Rádio Santo Ângelo (930 AM), depois de ouvir conversas de que os presidentes do Progressistas (seu partido) e do Movimento Democrático Brasileiro – MDB (partido do seu vice Mauri Lizott, Maurão) estariam apresentando outros nomes para concorrer a prefeito e vice na eleição de outubro.

O descontentamento de Sartori é porque PP e MDB estariam apresentando outros nomes para a disputa e descartando a possibilidade de reeleição dos atuais mandatários. “A conversa na cidade é que os adversários políticos ainda não comentaram quem serão seus candidatos e que os partidos do atual prefeito e vice já estariam com outros pré-candidatos na rua. Tanto eu como Maurão estamos chateados porque eles poderiam ter chamado a gente e esclarecido se a nossa administração não está boa”, diz.

O prefeito acredita que falta coragem dos presidentes dos seus partidos para dialogar. “Estou pensando seriamente em, infelizmente, anunciar para as comunidades que o Progressistas iria completar 12 anos na Prefeitura de Entre-Ijuís, mas possivelmente não teremos esta comemoração porque rigorosamente está havendo um desrespeito ao prefeito do Progressistas a nível de estrutura interna”, fala.

Sartori também disse que poderá deixar o partido a qualquer momento, caso a situação não seja revertida. “O que eu não quero são essas fofocas, o cara tem que ser homem e chegar olho no olho e resolver os problemas e fazer o que é melhor para Entre-Ijuís. Agora a casa está organizada, são obras sendo executadas em todas as secretarias, escolas reformadas, frota de veículos renovada, enfim”, observa.

Presidentes confirmam conversas de bastidores

Renato Pizetta, presidente do Progressistas. Foto: Oda Kotowski/JM

O presidente do Progressistas, Renato Pizetta, afirma que há conversações nos bastidores sobre lançar um outro nome para concorrer a majoritária (prefeito ou vice), mas que isso só será definido na convenção municipal, prevista para junho. Disse que convocou uma reunião para a próxima segunda-feira (17), às 18h30, na Câmara de Vereadores de Entre-Ijuís, para definir a nominata de candidatos a vereadores.

“O partido sempre deixou claro que qualquer pessoa pode colocar o seu nome a disposição para apreciação na convenção. Tanto Sartori como Jordão de Oliveira são nomes fortes para concorrer a prefeito pelo Progressistas. Não queremos machucar ninguém. Cada um tem liberdade em participar deste processo. Só queremos que respeitem esta união entre PP e MDB que já dura 20 anos no município”, observa.

Pizetta finalizou destacando que “a maneira de Sartori governar é incontestável porque ele realiza um trabalho com muita honestidade e com muitas conquistas para o município, no entanto, que decidirá pelo Sartori como candidato a prefeito na próxima eleição será a convenção e não eu”.

MDB

Rodrigo Pettenon, presidente do MDB. Foto: Oda Kotowski/JM

O presidente do MDB, Rodrigo Pettenon, confirma que “há boatos e conversas nos bastidores sobre apresentar um novo nome para concorrer a vice-prefeito, mas na verdade não fizemos nenhuma reunião para abordar este assunto”, frisa sem confirmar uma data para este encontro.

O presidente do partido afirma que os nomes mais cotados para concorrer pelo MDB a Prefeitura são: José Paulo Meneghine (que já foi prefeito durante dois mandatos em Entre-Ijuis, de 2009 a 2016) e Mauri Lizott (Maurão) que é o atual vice-prefeito. “Num contexto geral, o atual governo está bom, mas a decisão sobre outros nomes para concorrer só será tomada na convenção partidária”.

Os presidentes dos partidos não quiseram comentar sobre em quem votariam nas convenções.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here