Fronteira gaúcha está em alerta por nuvem de gafanhotos

0
280
A extensão da nuvem detectada pode chegar a 10 quilômetros. Foto: Reprodução

A nuvem de gafanhotos vem percorrendo a Argentina e preocupa agricultores da fronteira Oeste do RS. Equipes das inspetorias de defesa agropecuária do Estado estão sendo direcionadas à fronteira para monitorar o avanço dos insetos.

A extensão da nuvem detectada pode chegar a 10 quilômetros.

Segundo o Ministério da Agricultura do Brasil, esses insetos estão no país desde o século 19 e causaram grandes perdas às lavouras de arroz na região Sul do país nas décadas de 1930 e 1940. Mas as nuvens não se formam desde então.

O alerta às autoridades brasileiras foi feito pelo Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa).

Relatos da mídia argentina dão conta de que a nuvem de gafanhotos teria vindo do Paraguai e das províncias de Formosa e Chaco, onde há produção de mandioca, milho e cana-de-açúcar. Seu deslocamento é influenciado pela direção dos ventos e a ocorrência de altas temperaturas.

“É uma distância relativamente próxima. Se essa nuvem persistir e as condições meteorológicas forem favoráveis ao ingresso da praga no Estado, pode afetar algumas culturas e pastagens inclusive”, explica o fiscal agropecuário Ricardo Felicetti, chefe da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Seapdr.

Caso algum produtor identifique a presença destes insetos em grande quantidade, a orientação é informar a inspetoria de defesa agropecuária da sua localidade.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here