Irregularidade de chuva prejudica cultura do milho

0
310
Na região Noroeste a cultura tem apresentado variação no potencial produtivo em virtude da variabilidade do volume de chuvas que ocorreram. Foto: Divulgação/Emater RS

O Informativo Conjuntural da Emater, divulgado nesta quinta-feira (26), aponta que a implantação da cultura do milho no RS chegou a 94% da área de 777.442 hectares da intenção de plantio no Estado. Atualmente, 30% das lavouras estão na fase de desenvolvimento vegetativo, 19% em floração, 40% em enchimento de grãos e 11% em maturação. Já as áreas que estão sendo implantadas se localizam nas regiões de Bagé e Pelotas.

Porém, em algumas regiões do estado, a irregularidade de chuvas tem mostrado seus resultados. Na região da Serra, o acentuado déficit hídrico ocorrido na primeira quinzena de dezembro afetou o rendimento das lavouras em fase de floração.

Na região Noroeste a cultura tem apresentado variação no potencial produtivo em virtude da variabilidade do volume de chuvas que ocorreram.

Em geral, em áreas onde as chuvas têm sido irregulares e com baixos volumes, já se contabilizam perdas de produtividade, principalmente em lavouras nas quais a fase atual é de enchimento de grãos. As perdas mais expressivas ocorrem nos municípios de Rio Pardo, Pantano Grande e Encruzilhada do Sul, onde não ocorreram chuvas ao longo das últimas semanas.

As áreas cultivadas com irrigação e aquelas em que houve chuvas com excelente volume de precipitação têm colaborado para minimizar os impactos da redução da produtividade na região.

Soja – O plantio da soja no RS alcançou 97% da área prevista para a safra de 5.978.967 hectares. Das lavouras com a cultura, 91% estão na fase de desenvolvimento vegetativo e 9% em floração.

Na Regional da Emater/RS-Ascar de Ijuí, as áreas de lavouras situadas ao Norte, que correspondem a um terço da área cultivada na região, mantêm-se com bom desenvolvimento em decorrência das precipitações favoráveis à cultura. Nas demais áreas da Regional, formada pelos Coredes Noroeste Colonial e Alto Jacuí, as lavouras enfrentam menor aporte de chuvas, situação que tem comprometido o bom desenvolvimento da cultura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here