Casal proprietário de uma farmácia é preso por receptação de medicamentos roubados

0
80

O homem de 43 anos e a mulher de 44, já receberam liberdade provisória

 A Polícia Civil prendeu na manhã de sábado (21), um casal proprietário de uma farmácia, localizada no centro de Santo Ângelo, acusado de receptação de medicamentos roubados.

O homem de 43 anos e a mulher de 44, foram presos por volta das 6h, na residência onde moravam em Entre-Ijuís. Na casa, foi encontrada e apreendida uma unidade de um medicamento roubado. Por volta das 7h, eles foram levados até a farmácia, onde os policiais civis cumpriram mandado de busca e apreensão.

Conforme a delegada de polícia, Elaine Schons, que responde pela Delegacia de Polícia de Caibaté, no estabelecimento comercial foram apreendidos 124 medicamentos variados, entre eles, alguns de uso controlado.

Elaine disse que os medicamentos são produto de receptação oriundos de um lote roubado de uma caminhonete que transportava jornais e medicamentos da Dimed, no dia 15 de maio, em Caibaté.

LIBERDADE PROVISÓRIA

O casal foi preso por receptação qualificada (quando explora comercialmente o produto do roubo), e levado ao Presídio Regional de Santo Ângelo, porém, receberam liberdade provisória ainda no sábado. Se condenados pela Justiça, poderão cumprir pena de reclusão de três a oito anos.

A operação que terminou na prisão deste casal faz parte de uma investigação policial, iniciada em fevereiro, e que apurava quatro assaltos a mão armada, dentre os quais o assalto da carga em Caibaté.

OUTROS 16 PRESOS

No final de semana, outras 16 pessoas foram presas durante a Operação Redução, totalizando 18 presos na região das Missões. A ação desmantelou quadrilhas que atuavam no tráfico de drogas, roubos e jogo do bicho. Entre os presos, está um policial militar, que atuava no município de Caibaté.

Participaram 144 policiais, em 66 viaturas. Além de policiais de delegacias da região, uma equipe do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) também integrou a operação, que contou com a ajuda de cães farejadores.

O ESQUEMA

A investigação teve início após a prisão de um homem suspeito de vender drogas no município de Porto Xavier. Segundo as investigações as drogas sairiam de São Luiz Gonzaga e iriam para Porto Xavier, salvo a maconha que era oriunda daquela região.

O delegado regional de São Luiz Gonzaga, Afonso Stangherling, acredita que a droga possa estar vindo da Argentina, ou de outros países como o Paraguai. O PM foi preso e levado ao Presídio da Brigada Militar, em Santa Maria.

CUMPRIMENTO DE MANDADOS

Ao todo, 12 mandados de prisão e 33 mandados de busca e apreensão já foram cumpridos. Cinco armas e 50 gramas de maconha foram apreendidas.