Casos de violência contra a mulher têm sido frequentes

0
98

Além de agressões físicas e verbais, também há não cumprimento de medidas protetivas

Pelo menos cinco casos de violência doméstica contra a mulher foram registrados da segunda até a quarta-feira (8) desta semana – quatro em Santo Ângelo e um em Vitória das Missões. Num outro caso, em Santo Ângelo, na noite de segunda (6), por volta das 22h50min, no Bairro João Goulart, um homem de 39 anos, que precisa cumprir medidas protetivas, encontrava-se em frente à residência de sua ex-mulher, de 34, e ambos foram encaminhados à Delegacia de Polícia (DP), onde foi registrada a ocorrência de desobediência judicial e violação de domicílio.

Em todos os casos as partes envolvidas, quando localizadas, foram conduzidas à DP. Na segunda-feira, em Santo Ângelo, às 18h45min, policiais militares foram solicitados a comparecer na Rua Daltro Filho, onde a vítima, de 41 anos, relatou que o acusado, de 34, seu ex-companheiro, chegou à sua casa com sinais de embriaguez e, fazendo ameaças de morte, insistiu que ela abrisse a porta. A mulher abriu e, então, o homem pegou a filha da ex-companheira, de 7 anos, sem o seu consentimento, e a levou dizendo que iria com a criança a Porto Alegre.

Todos os outros quatro casos ocorreram na quarta-feira. Às 9h30min, em Vitória das Missões, na localidade de Ressaca dos Paulus, um homem foi preso pela Brigada Militar (BM) depois de desobedecer a ordem judicial de afastamento da residência de sua ex-esposa. A BM fez contato com a mulher e ela revelou que o acusado estava a importunando e proferindo ameaças.

Às 17h20min, uma guarnição da BM se deslocou ao Bairro Padoin após denúncias anônimas de vizinhos de que havia um casal brigando. Chegando ao local, a guarnição encontrou na residência somente o filho do casal, um bebê de 1 mês de idade. Em seguida, localizou o agressor próximo à casa. Segundo a Brigada Militar, ele estava atordoado e com sinais de embriaguez. Depois, a BM localizou a vítima, na casa de conhecidos, onde ela se abrigou depois de ter sido agredida e ameaçada de morte pelo acusado.

Mais tarde, às 20h30min, uma mulher foi encontrada com cortes no pescoço e no rosto, no Bairro José Alcebíades. No local, a guarnição da BM avistou o acusado portando um estilete nas mãos. Já às 22h40min, no Bairro Castelarim, uma mulher relatou a policiais militares que havia sido agredida fisicamente pelo ex-companheiro. O agressor não estava mais na residência e não foi localizado.