Familiares do suspeito de homicídio ocorrido na sexta foram ouvidos ontem

0
106

Jovem de 18 anos, que prestou depoimento no dia do crime, continua em liberdade

Dois familiares do acusado de ser o autor do primeiro homicídio no ano em Santo Ângelo foram ouvidos pela Polícia Civil na manhã de ontem (10), dentro dos trabalhos de investigação do crime. Edson Mello da Silva, 29 anos, foi morto com um tiro de espingarda na madrugada da última sexta-feira, em um beco da Rua Antônio Vier, no Bairro Castelarim. Ele tinha antecedentes criminais.

Outras informações não estão sendo divulgadas pelo titular da DP, delegado Rogério Junges, para não prejudicar o andamento das investigações. O jovem de 18 anos apontado pela Polícia Civil como suspeito do crime foi localizado no final da tarde de sexta, no Bairro João Goulart, e conduzido à delegacia. Ele, que não tem antecedentes, assumiu a autoria, prestou depoimento – alegando legítima defesa – e foi liberado. O suspeito entregou, à polícia, a arma, calibre .16, supostamente usada no crime.

Na manhã de sexta, quatro testemunhas e a companheira de Edson haviam sido ouvidas pela polícia. “Precisamos checar a versão do suspeito e confrontá-la com o depoimento das testemunhas para verificar se será ou não requisitada a prisão preventiva do acusado”, explica o delegado.