Militares do 7º RPMon são convocados para atuar em Porto Alegre

0
111

Major explica que será temporariamente e haverá rodízio de brigadianos para trabalhar na Capital

Militares do 7º Regimento de Polícia Montada (7º RPMon) foram convocados para auxiliar no policiamento em Porto Alegre. A informação é do comandante, major Edi Paulo Garcia de Ávila. Segundo ele, seis militares se deslocarão para o serviço de segurança na Capital. Em todo o Rio Grande do Sul, 200 brigadianos do interior serão deslocados – 150 para atuar de modo operacional e 50 administrativamente.

O major explica que essa medida visa dar uma resposta aos altos índices de criminalidade na Capital, promovendo a segurança em espaços públicos com o policiamento. “A cada 30 dias haverá rodízios de militares e a operação vai ser até o final do ano. É uma medida importante, que possibilitará a troca de experiências e a qualificação profissional dos militares, no uso de armas, abordagens e interação com a comunidade”, diz.

Também ressalta que nenhuma viatura da Brigada Militar será deslocada e que os serviços em Santo Ângelo não serão afetados. Segundo o oficial, os seis militares que irão para Porto Alegre representam um número bem menor do que é enviado normalmente à Operação Golfinho durante a temporada de veraneio.

AÇÕES
Os militares do interior atuarão principalmente a pé, circulando nas áreas de maior incidência de crimes de acordo com o planejamento realizado com base nas estatísticas. Também haverá intensificação das barreiras, ação que já vem sendo realizada, fiscalizando não só veículos particulares, como também os veículos que integram o sistema de transporte público.

REGIMENTO
O 7º Regimento de Polícia Montada possui contingente de 100 policiais, divididos entre o Pelotão de Operações Especiais (POE), o pelotão que atua no Presídio Regional de Santo Ângelo e no Case, e o pelotão de policiamento na área central, além de uma patrulha agrícola e do policiamento montado.