Motorista detido por embriaguez que se envolveu em acidente fatal em Cerro Largo é libertado

0
107

Ele se envolveu em acidente que matou uma mulher grávida e um homem no sábado

O motorista de um Kia Sportage que foi preso após se envolver no acidente que matou uma mulher grávida e o cunhado dela, na manhã de sábado, em Cerro Largo, foi libertado. Depois de receber alta hospitalar, ele chegou a ser levado para o Presídio Estadual do município, mas, por volta das 20h, recebeu direito a liberdade provisória.

Indiciado por homicídio culposo, sem intenção de matar, Ivo Bohnenberger, de 49 anos, foi submetido ao teste do bafômetro no local do acidente. O índice apontado, de 0,89 miligramas de álcool por litro de ar expelido, é três vezes superior ao permitido. Ainda assim, o juiz substituto Carlos Eduardo de Miranda Faraco entendeu que não cabia manter o motorista preso.

A sentença, porém, cassou a Carteira Nacional de Habilitação e o impediu de dirigir por, pelo menos, seis meses.

O ACIDENTE

Com a mulher em trabalho de parto, o Gol seguia para o hospital de São Luiz Gonzaga, por volta das 5h, quando foi atingido pelo Kia Sportage na avenida Jacob Reinaldo Haupenthal, em Cerro Largo. Leocardi Martins Ferraz, de 27 anos, e o cunhado Mário Theobald, de 52 anos, não resistiram aos ferimentos. O bebê, de oito meses, também morreu.

Também no Gol, ficaram feridos a irmã de Leocardi, Jane Beatriz Hoffmann Martins, de 44 anos, o marido, Jones Alves, 25 anos, e a filha de Jane e Mário, Tamires Martins Theobald, 10 anos, que foram encaminhados para hospital.

Conforme a delegada plantonista da região das Missões, Luciana Cunha, o condutor do Kia não quis prestar depoimento à Polícia Civil. Luciana contou que o motorista aparentava sentimento de culpa. De acordo com a policial, ele era o melhor amigo do irmão de Mário Theobald, que conduzia o Gol. "Aliás, ele morava perto dessa família”, completou a delegada.

Leocardi era estudante de Direito e havia se casado em dezembro.