Polícia acredita que pai de Bernardo teve participação no crime

0
105

A delegada Caroline Bamberg Machado, responsável pela investigação da morte de Bernardo Uglione Boldrini, 11 anos, disse, na terça-feira (22), que o pai do menino participou de alguma forma do crime. A delegada disse que o fato de o menino ter sumido no dia 4 de abril e o pai comentar o desaparecimento no dia 6 abre suspeitas. “Eu tenho a convicção de algum tipo de participação dele, não sei qual”, disse, em entrevista coletiva.

A suspeita é que a madrasta do menino, Graciele Ugulini, e uma amiga tenham assassinado o garoto por dinheiro. A delegada, porém, não descarta a participação do pai de Bernardo, o médico Leandro Boldrini. Ela afirmou que ainda não está satisfeita com o inquérito montado sobre o caso e que vai prosseguir com as investigações. “Eu não estou satisfeita ainda, pois não terminei o inquérito. Tenho dúvidas ainda”.