Polícia Federal está investigando uso de notas falsas

0
107

Nos últimos dois meses, PF de Santo Ângelo aumentou significativamente o número de denúncias

Na última semana, foram apreendidos R$ 8 mil em notas falsas na região. O município de Santo Ângelo e a região estão sendo palco de inúmeros golpes desse perfil, especialmente no comércio. A informação é do delegado da Polícia Federal José Dinarte. “Temos recebido nos últimos dois meses uma grande quantidade de cédulas que estão sendo distribuídas no comércio de Santo Ângelo e em municípios vizinhos. As cédulas são geralmente no valor de R$ 50, então chamamos a atenção para que a população tenha cuidado”, destaca, em entrevista à Rádio Santo Ângelo.

Segundo Dinarte, a nota de R$ 50 é a preferida por ser um valor intermediário e mais fácil de falsificar. “Temos dois tipos de cédulas hoje: o modelo antigo e o modelo novo. O modelo antigo ainda não saiu de circulação e é essa cédula que está sendo falsificada”, diz, acrescentando que notas de R$ 100 também estão sendo falsificadas e distribuídas no comércio, porém, em menor escala.

PROCEDIMENTO NO MOMENTO DAS DENÚNCIAS
O delegado explica que, quando a denúncia chega à Polícia Federal e esta vai até o local para fazer a apreensão, leva em conta algumas considerações antes de manter a pessoa detida.

“Analisamos as circunstâncias, procuramos averiguar se a pessoa que está repassando as cédulas já havia pegado a nota falsa de outra pessoa. Precisamos ter em mente que existem muitos casos em que o repasse da nota não acontece de má-fé”, comenta.

LINHAS DE INVESTIGAÇÃO
A Polícia Federal tem várias linhas de investigação. Conforme Dinarte, uma delas é buscar por meio do serial das cédulas. “Nós temos informações das fontes que já foram levantadas, mas elas precisam ser confirmadas”, comenta, ressaltando que não poderia repassar mais informações para não prejudicar o andamento das investigações.