Suspeita de envolvimento na morte de jovem está presa temporariamente

0
90

A Polícia Civil localizou na semana passada uma jovem de 20 anos suspeita de envolvimento no assassinato de Juliane David Oliveira, também de 20 anos, ocorrido no dia 17 de novembro. O crime ocorreu na casa da vítima, no Bairro São Pedro, e a mulher levou dois tiros na cabeça. Ela morreu no local.

Juliane e os suspeitos do crime teriam participado de uma festa, juntamente com outras pessoas, e, em determinado momento, se desentendido. A vítima tinha dois filhos. A suspeita depôs e foi recolhida ao Presídio Regional de Santo Ângelo. Ela e um jovem de 21 anos, que se apresentou no dia 22 de novembro e é acusado de ter efetuado os disparos que mataram Juliane, estão presos temporariamente, por 30 dias. Os dois suspeitos seriam “ficantes”, segundo a Polícia.

“Ela estava junto com o outro suspeito no dia da festa e fugiu com ele. Com isso, presumimos que tenha tido envolvimento. Com o decorrer da investigação, veremos se a suspeita de fato tem participação ou não”, diz o chefe do setor de investigação da Polícia Civil, Carlos Reginaldo Conrado. Até agora, em torno de dez pessoas foram ouvidas sobre o caso.