Três pessoas da mesma família morrem em colisão entre carro e ônibus, na BR-285, em Vitória

0
90

Polícia Civil informa que vítimas só terão os seus nomes divulgados após resultado de DNA

Uma colisão entre um carro e um ônibus deixou três mortos na BR-285, em Vitória das Missões, por volta das 23h15min de sexta-feira (9), próximo à ponte sobre o Rio Urubucaru. Um automóvel Kadett atingiu o coletivo, da empresa Ouro e Prata, que havia saído de São Luiz Gonzaga em direção a Porto Alegre.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro que trafegava em direção a São Luiz Gonzaga teria invadido a pista contrária no km 526 da rodovia, batendo na lateral do coletivo. Os dois veículos incendiaram e os três ocupantes do automóvel morreram carbonizados. O ônibus transportava 44 passageiros. Alguns se feriram ao sair do coletivo, mas sem gravidade, conforme a PRF.
Os passageiros só conseguiram sair do coletivo depois que dois policiais militares, que viajavam no ônibus, usaram da força para arrombar as janelas.

Em entrevista nesta segunda-feira, no programa Rádio Visão da Rádio Santo Ângelo, a passageira do ônibus, professora de Fisioterapia da URI em São Luiz Gonzaga, Fernanda Luisi, relatou ter vivido “momentos de terror”. “Olhei pela janela e vi fagulhas de fogo. O pessoal começou a se apavorar. Não conseguimos abrir a saída de emergência, então um brigadiano que estava no ônibus quebrou a janela e pulamos. Quem estava na frente saiu pela porta”, contou.

Devido ao estado das vítimas e do carro, não foi possível realizar a identificação. A perícia foi feita no local e os corpos foram encaminhados ao Departamento Médico Legal (DML).
A Polícia Civil de Entre-Ijuís, que investiga o caso, informou que os nomes das vítimas só serão divulgados após a liberação do resultado do exame de DNA, que deverá ocorrer em uma semana. “Como os corpos ficaram carbonizados ficou impossível a identificação das vítimas”, disse uma policial.

Ontem à tarde, possíveis familiares das vítimas estiveram na DP de Entre-Ijuís e informaram que os mortos são um casal – o homem de 36 anos e a mulher de 35 – e um filho de 13 anos, que moravam em Canoas e estariam indo a São Nicolau para visitar familiares.